Promoção de primavera: Usufrua de 3 meses gratuitos de alojamento e até 90% de desconto em domínios.**

Comprar agora
.com
$ 5.99 $ 26.99 /1º ano
.one
$ 1.99 $ 16.99 /1º ano

Entrar

Painel De Controlo Webmail Editor web Loja virtual File Manager WordPress

O que são testes A/B?

Crie os seus próprios testes A/B com apenas 8 passos

Ao criar uma ideia de marketing, por exemplo, uma página de destino (landing page), é tentador trabalhar utilizando a sua intuição. No entanto, o que funciona para uma pessoa pode não ser útil para outra. Por esta razão é sensato criar 2 versões da sua ideia e fazer uma comparação entre elas. Como é que se faz isto? Com um teste A/B. Neste artigo, pode ler tudo sobre os testes A/B e como criá-los com apenas 8 passos.

vector

Em resumo

Glossary

Um teste A/B é um método de apresentação aleatória de 2 ou mais versões a um público-alvo. Por exemplo, uma página de destino, uma newsletter ou um design. Com este teste, descobre-se qual a versão com melhor desempenho para atingir os objetivos comerciais.

Significado dos testes A/B

O teste A/B é um método em que se apresentam, aleatoriamente, duas versões ao público-alvo, a versão A e a versão B, para ver qual a que tem melhor desempenho. Pode ser, por exemplo, uma página de destino, uma newsletter ou um design. Com um teste ab, descobre-se qual a versão que tem um impacto positivo nos objetivos da empresa, para que se possa fazer uma boa escolha.

Os termos abaixo são também conhecidos como sinónimos dos testes A/B:

  • Teste de divisão (split test, em inglês)
  • Teste de balde (bucket test)
  • Teste de divisão (split-run test)

É bom saber: Um teste multivariado (multivariate test, em inglês) é um teste que consiste em vários testes A/B juntos.

Construa o seu website num alojamento ultrarrápido

Torne o seu sonho num sucesso. Aloje o seu site em servidores rápidos, seguros e fiáveis.

Comece a utilizar
  • Servidores SSD de alto desempenho
  • Painel de controlo fácil de utilizar
  • Construtor de sites gratuito
  • Certificado SSL gratuito
  • Cópia de segurança diária (Backup diário)
  • Suporte 24/7

Como é que funcionam os testes A/B?

Num teste A/B, cria-se duas versões diferentes, desde uma página inteira até um botão de chamada para ação (CTA – call to action). A versão A (controlo) é apresentada, aleatoriamente, a metade dos visitantes do website e a versão B (variação) à outra metade dos visitantes.

Ao longo do tempo, serão recolhidos dados de ambas as versões. Depois, pode comparar estes dados para ver qual a versão com melhor desempenho. Por exemplo, o número de cliques, compras ou registos. Uma vez analisados os resultados, pode implementar a versão que melhor se adequa aos seus objetivos.

Um exemplo de teste A/B

Vamos dar um exemplo para explicar melhor como funciona um teste A/B. Suponhamos que vende acessórios para cães e que tem uma página sobre taças de comida. Esta página tem um botão CTA azul com o texto “Comprar agora”. As conversões nesta página não estão a decorrer da melhor forma e pretende saber se o botão CTA afeta esta situação. Neste caso, pode configurar um teste ab para averiguar, por exemplo, se duas cores diferentes funcionam melhor entre si. Ou o texto “Comprar agora” e “Encomendar”. Também é possível colocar o botão num local diferente e comparar os dois locais.

Porquê um teste A/B?

Os testes A/B ajudam-no a descobrir se as suas táticas estão a funcionar ou se o público-alvo prefere uma versão diferente. Mas há mais razões pelas quais deve começar a fazer testes A/B:

  • Melhor experiência do utilizador

A experiência do utilizador do website afeta os seus objetivos. Se os visitantes não conseguirem encontrar o que pretendem, irão desistir. Com A/B testing (teste A/B, em português), pode descobrir o que funciona melhor e tornar a sua página mais fácil de utilizar.

  • Mais tráfego

Ao testar diferentes títulos de página, conseguirá determinar qual o título que tem mais probabilidade de as pessoas clicarem. Isto pode ajudá-lo a conseguir mais tráfego para o seu site.

  • Mais conversões

Um botão de CTA tem muita influência no facto de converter ou não. Por isso, teste diferentes cores, pontos e textos para descobrir qual o botão que converte melhor.

  • Menos carrinhos de compras abandonados

Um carrinho de compras abandonado pode significar que o processo de compra não está a funcionar da melhor forma. Por isso, teste diferentes fotos de produtos, descrições, páginas de checkout ou até mesmo a localização dos portes de envio.

  • Menor taxa de rejeição

Com um teste ab, pode saber porque é que as pessoas abandonam o seu website rapidamente (bounce, em inglês). O texto pode ser demasiado difícil, o design pode não atrair ou as cores não se adequam ao seu público-alvo.

  • Dados úteis

Com o A/B testing, recolhe dados que lhe permitem comprovar porque é que algo funciona ou não. Assim, não tem de tomar decisões com base em suposições ou no seu instinto, formas que podem não ser eficazes.

O que pode experimentar com testes A/B?

Pode testar muita coisa durante os testes A/B. Na introdução, já mencionámos que pode comparar 2 páginas de destino, por exemplo. Mas há mais, por exemplo:

  • O assunto de um e-mail
  • O título de um artigo de blog
  • Um botão CTA
  • Cores e tipos de letra
  • Fotos dos produtos
  • Textos
  • A navegação, como o menu de navegação
  • Formulários de contacto ou de registo
  • O processo de checkout da sua loja virtual
  • Anúncios no Facebook ou Instagram

São necessários quantos visitantes para um teste A/B?

Não é possível afirmar de forma exata quantos visitantes precisa para realizar um teste ab. Fatores como o efeito pretendido e a taxa de conversão da versão original afetam o número de visitantes de que necessita. No entanto, geralmente, quanto maior for o número de visitantes, mais fiáveis serão os resultados.

Dica: Com a calculadora de tamanho de amostra de teste A/B da Optimizely, pode calcular quantos visitantes precisa para executar um teste A/B fiável.

Ferramentas para testes A/B

Existem várias ferramentas que podem ser utilizadas para configurar um teste A/B. Por exemplo:

Dica: Utiliza o WordPress? Através de um plugin WordPress, pode executar um teste A/B, por exemplo, com Nelio AB Testing e Split Hero.

Como fazer testes A/B?

Para descobrir o que funciona bem e o que não funciona, é natural que queira fazer um teste A/B. Abaixo está um guia que o ajudará a criar o seu teste A/B em 8 passos.

1. Recolha de dados

Primeiro, precisa de saber qual é o desempenho do seu site no momento em que decidir implementar o teste. Com uma ferramenta de análise como o Google Analytics, pode obter informações sobre as páginas que precisa de otimizar. Por exemplo, escolher uma página com uma taxa de rejeição elevada, conversões baixas ou onde as pessoas deixam um produto no carrinho de compras.

2. Definir o objetivo

A seguir, defina o objetivo do teste A/B – por exemplo, uma taxa de conversão mais elevada, mais cliques ou assinaturas. Além disso, lembre-se de definir uma hipótese que indique quais são as suas expectativas.

3. Escolha o que pretende testar

Escolha o que pretende testar. Uma página inteira? Um botão CTA? Ou talvez a posição de um formulário. Certifique-se de que testa apenas 1 elemento, por exemplo, uma cor ou um texto. Afinal, caso teste ambos, continua a não saber se é a cor ou o texto que garante melhores resultados.

4. Criar 2 variantes

Como passo seguinte, crie 2 variantes com base na sua hipótese. Ou seja, não altere nada na versão A, a versão original. Caso contrário, não saberá se a versão atual funciona melhor do que a versão de teste, isto é, a versão B.

5. Determinar a significância estatística

Considere a significância estatística. A significância estatística mede um resultado e verifica se é significativo ou se acontece por acaso. Os resultados do teste são estatisticamente significativos? Em caso afirmativo, pode considerar os resultados como verdadeiros e não porque  acontecem acidentalmente.

6. Divida o tráfego

Utilize uma ferramenta de teste A/B para dividir o tráfego em 2 grupos aleatórios. Assegure-se de que cada versão recebe visitantes semelhantes para que os dados finais sejam corretos.

Escolha o público-alvo

Além disso, escolha o público-alvo que vai utilizar. Todo o tráfego? Apenas novos visitantes? Ou utilizadores de determinada região? Crie apenas um segmento caso receba tráfego suficiente no site.

7. Inicie o teste!

É altura de iniciar o teste A/B. Verifique se os testes A/B funcionam corretamente para que consiga recolher os dados. Ou será isso que a ferramenta de teste A/B fará por si.

Dica: Tenha em conta os feriados e os períodos de férias. Ambos podem afetar os resultados do teste.

8. Monitorize o teste

Uma vez que o teste estiver a ser executado, é essencial monitorizá-lo regularmente. Isto porque a versão B pode ter um desempenho muito pior do que a versão original. Uma vez que metade do tráfego vai para a versão B, isto pode afetar os seus objetivos comerciais.

Dica: Execute o teste durante tempo suficiente de forma a recolher dados fiáveis.

Implementação dos resultados dos testes A/B

Após a conclusão do teste A/B, pode ver os resultados do teste. Aceda à sua ferramenta de A/B testing e verifique o resultado. A ferramenta fornecerá informações sobre o desempenho de ambas as versões e quais as diferenças. A versão B funciona melhor do que a versão A? Neste caso, pode implementar a versão B no seu website. Os resultados são outros? Então, deixe a versão A, tal como estava.

Mantenha o SEO em mente

Um teste A/B pode afetar a estratégia SEO do seu site, razão pela qual o Google criou algumas dicas:

  • Não usar camuflagem (cloaking)

Com a camuflagem, mostra aos visitantes conteúdos diferentes dos do motor de busca. E isso é contra as regras. Por isso, não utilize um teste A/B para enganar um motor de pesquisa. Caso contrário, poderá ser removido do Google Index.

  • Utilize rel=”canonical”

Defina rel=”canonical” na versão B que liga à versão original A. Isto evita que o motor de busca fique confuso com as várias versões de uma página.

  • Defina um redirecionamento 302

Utilize um redirecionamento 302 temporário na versão B, em vez de um redirecionamento 301 permanente de forma a que o motor de busca saiba que o redirecionamento é apenas provisório e que o URL da página original deve permanecer indexado.

As melhores práticas de testes A/B

Para ter a certeza de que está a fazer o seu teste A/B da melhor forma possível, aqui estão algumas das melhores práticas de testes A/B.

  1. Teste apenas um elemento de cada vez. Caso contrário, não saberá que parte teve impacto.
  2. Teste ambas as versões ao mesmo tempo. Podem surgir resultados muito diferentes um mês depois.
  3. Efetue o teste A/B durante tempo suficiente. Isto irá ajudá-lo a recolher dados fiáveis.
  4. Peça feedback aos visitantes. Isto permite que tenha mais informações sobre o que é que os clientes consideram agradável ou desagradável.
  5. Agende o próximo teste A/B. Há sempre espaço para mais melhorias.
  6. Tenha em conta os fatores externos que podem influenciar. Tenha em conta as tendências, as notícias, os feriados e os períodos de férias.
  7. Assegure-se de que existe tráfego suficiente. Pouco tráfego pode conduzir a dados incorretos.

Um resumo

Este artigo incide sobre a questão: o que são testes A/B? Entre outras coisas, aprendeu como funciona um teste A/B, porque é que este é um passo inteligente e o que pode ser testado. Também viu um útil guia passo-a-passo que pode ser utilizado para efetuar um teste A/B. Por fim, falta referir que é essencial ter em mente que os testes A/B não devem afetar a estratégia SEO do seu site. Esperamos que este artigo o tenha ajudado. Boa sorte!

Crie a sua loja virtual

Inicie o seu negócio online de forma rápida e fácil e venda os seus produtos ou serviços através de uma loja virtual.

Começar a utilizar
  • Gestão fácil, seja de produtos, seja das vendas
  • Métodos de pagamento seguros
  • Fique com a sua loja online em poucos passos
  • Certificado SSL gratuito
  • Compatível com dispositivos móveis
  • Suporte 24/7