i

Compre um domínio e hospede sua empresa online gratuitamente por 3 meses. **

Solicitar oferta
.com
$ 5.99 $ 26.99 /1º ano
.one
$ 1.99 $ 16.99 /1º ano

Entrar

Painel De Controlo Webmail Editor web Loja virtual File Manager WordPress

Como escrever prompts de IA que apresentam resultados

Melhores práticas

A chegada da IA (inteligência artificial) generativa alterou rapidamente a forma como criamos conteúdos. Com a abordagem correta, a integração de ferramentas de escrita com IA na sua produção de conteúdos permite-lhe acelerar e simplificar o seu processo. Na base de tudo estão os prompts de IA (ou comandos, adaptando ao português). Estes comandos são o plano que orienta a ferramenta de IA para a criação de conteúdos que se orgulhará de publicar no seu website.

Neste artigo, vamos explorar as melhores práticas para escrever prompts de IA. Vamos também ajudá-lo a maximizar o potencial dos conteúdos gerados por inteligência artificial de forma a criar a sua própria estratégia de conteúdos.

Crie facilmente um website de que se orgulhe

Crie um site profissional utilizando um construtor de sites fácil de usar e acessível.

Experimente 14 dias grátis
  • Escolha entre mais de 140 modelos
  • Não são necessárias competências de programação
  • Coloque a sua página online em poucos passos
  • Certificado SSL gratuito
  • Compatível com dispositivos móveis
  • Suporte 24/7

O que são prompts de IA?

Os prompts de IA são as instruções fornecidas a um modelo de IA que lhe permitem gerar um resultado. Pode ser algo tão simples como “escrever dois e-mails de marketing” ou um pedido com mais detalhe como “elaborar um guia passo-a-passo para criar uma campanha de marketing eficaz nas redes sociais para um site de e-commerce (comércio eletrónico)”.

Os prompts desempenham um papel fundamental na definição do tom, do estilo e do conteúdo do material gerado pela ferramenta de IA. Por isso, é muito importante compreender o que é necessário para escrever um bom prompt de IA de forma a produzir o resultado desejado. 

Vamos analisar, com pormenor, o que torna uma instrução eficaz e como garantir que o seu prompt de IA produz o conteúdo de alta qualidade como procura.

O modelo básico para os prompts de IA 

Existe um conjunto de elementos básicos que deve incluir para obter um resultado de acordo com a sua ideia. Os seus prompts devem conter: 

  • O objetivo: Definir claramente o objetivo do conteúdo. Pretende, por exemplo, um esboço, um artigo, um e-mail ou uma descrição de um produto? Definir claramente o resultado pretendido ajuda as ferramentas de IA a compreender o que procura.
  • Antecedentes e contexto: Quanto mais pormenores fornecer, maior será a probabilidade de a ferramenta de IA produzir o resultado pretendido.
  • Tom e voz: Pode especificar se o conteúdo deve ser formal, informal, persuasivo, instrutivo ou qualquer outro estilo que seja adequado ao seu objetivo.
  • Estrutura: Adicione as necessidades de formatação que possa ter. Por exemplo, precisa de algo em formato de marcadores ou de um número específico de títulos e parágrafos? 
  • Peça à ferramenta de IA para representar: Pode obter melhores resultados se for específico na forma como a IA deve “pensar”. Quer que a ferramenta de inteligência artificial forneça informações como um especialista em marketing ou que escreva como um jornalista?

Agora que já abordamos as partes essenciais de um prompt de IA, vamos dividi-lo em pormenores para que aprenda as formas mais eficazes de interagir com um modelo de IA.

Como tirar o máximo partido das ferramentas de IA com um prompt bem escrito

Embora escrever um prompt de IA básico seja simples, é importante entender como a ferramenta de inteligência artificial pensa. É ainda crucial ter uma estratégia para criar prompts de IA bem desenvolvidos e que ajudem a fazer melhor o seu trabalho. Vamos agora analisar os elementos de um prompt de IA e fornecer dicas valiosas para o ajudar a aperfeiçoar e melhorar os seus comandos de forma a obter conteúdos gerados por IA com mais qualidade.

Conheça o seu assistente de escrita com IA

Existem diferenças entre as ferramentas de IA existentes no mercado. Algumas funcionam plenamente como chatbots, oferecendo interações de conversação em tempo real, enquanto outras são mais uma ferramenta de assistência, com capacidades mais limitadas. Também pode haver diferenças entre as versões pagas e as versões gratuitas das diferentes ferramentas. Por exemplo, as versões pagas de algumas ferramentas ajudam na escrita de sugestões. Podem também fornecer modelos ou opções, pelo que deve estar ciente do que está disponível.

Escreva com clareza

É necessário que a ferramenta de IA compreenda facilmente o que pretende. Elimine o excesso de texto e vá direto ao assunto quando estiver a trabalhar nos seus prompts de IA. É essencial fornecer um resultado concreto para que a inteligência artificial possa produzir o que pretende ver.

Se não estiver satisfeito com os resultados que a ferramenta de IA está a produzir, considere testar verbos diferentes. Utilizar verbos mais fortes ou mais descritivos pode ajudar. Em vez de utilizar verbos genéricos como “escrever” ou “dar”, experimente conceitos mais específicos ou explicativos como “condensar”, “elaborar”, “sintetizar”, etc.

Outro truque é evitar a repetição. Esta pode confundir a ferramenta de IA, causar mais trabalho e apresentar resultados com menos qualidade. Por isso, certifique-se de que os seus prompts de IA não contêm frases ou instruções repetitivas. Como sempre, o objetivo é manter as instruções claras e diretas.

Fale em tom de conversa

Quando se trabalha com IA generativa, é útil considerar o trabalho como uma conversa. Se abordar a ferramenta como um colaborador no seu trabalho, ajuda a formar uma ligação mais natural e facilita a transmissão das suas ideias à ferramenta de IA. A linguagem de conversação presta-se à clareza e simplicidade. Isto ajuda a garantir que as suas instruções são compreendidas de forma eficaz.

Tratar a sua interação com a ferramenta de IA como uma conversa cria um melhor ambiente para a troca de ideias e o brainstorming. Isto significa que, para além de solicitar à inteligência artificial que gere conteúdos, pode ainda trocar ideias com ela. Pode igualmente receber feedback instantâneo e aperfeiçoar as suas ideias de forma colaborativa.

Forneça contexto e pormenores

Imagine que lhe estão a ser dadas instruções para um trabalho de escrita. O que preferiria? Uma diretiva muito básica, genérica, de uma frase, ou um resumo bem desenvolvido com os requisitos exatos mencionados? O mais provável é que preferisse trabalhar a partir de diretrizes (briefing) mais detalhadas. Da mesma forma, a ferramenta de IA também funciona melhor. Ou seja, fornecendo um pedido rico em pormenores e contexto.

Pense no resultado criado por um humano a partir destas duas instruções:

“Escreva um e-mail de marketing”.
“Elabore um e-mail de marketing persuasivo para a nossa próxima venda de Natal. O público-alvo são os nossos clientes atuais. Destaque o nosso desconto sazonal de 20% em todos os produtos e a urgência desta oferta que tem tempo limitado. O tom deve ser otimista e centrado no cliente.”

As primeiras instruções são curtas e vagas. Se as desse, por exemplo, a um colega, este teria muito provavelmente de fazer perguntas de seguimento. Com a segunda instrução, mais detalhada, provavelmente os colaboradores seriam capazes de escrever um rascunho apropriado para um e-mail.

Ao escrever a sua mensagem, pergunte-se se um ser humano precisaria de apoio adicional e se teria muitas perguntas a seguir. Se for esse o caso, adicione as informações de que precisaria.

Também deve especificar o tom de voz que prefere. Adicione o tom que gostaria de ver, como no exemplo acima onde se refere “otimista e centrado no cliente”.

Especifique a duração e mantenha o foco

Um fator importante na escrita de prompts de IA eficazes passa por ser específico quanto à duração desejada do conteúdo. Quando o seu pedido inclui instruções claras sobre a extensão, garante que a ferramenta de IA fornece conteúdos adaptados às suas necessidades. Para além disto, ajuda igualmente a evitar que divague ou forneça informações excessivas e irrelevantes.

Por exemplo, se precisar de uma descrição de produto de 300 palavras, curta e organizada, deverá especificar a contagem de palavras no seu prompt de IA. Assim, este irá compreender a sua necessidade em ser conciso. Se, por outro lado, precisar de um post de blog de 2.000 palavras, a ferramenta de IA reconhecerá a necessidade de uma exploração mais aprofundada do tópico.

Sem instruções claras quanto à extensão, existe o risco de a inteligência artificial produzir conteúdos que se afastem das suas necessidades, quer por serem demasiado longos ou demasiado breves.

Também é importante notar que o comprimento excessivo da pergunta pode criar novos desafios. Quando um pedido é demasiado longo ou contém demasiados detalhes, a ferramenta de IA pode ter dificuldade em manter a concentração. O que pode levar ao que alguns designam por “alucinação”. Quando isto acontece, a IA produz conteúdos incorretos ou, simplesmente, estranhos. Encontrar o equilíbrio certo, fornecendo instruções claras e de comprimento razoável é, portanto, crucial. Até porque ajuda a garantir que as ferramentas de IA produzem conteúdos informativos e coerentes.

Contudo, apesar dos seus esforços, mesmo que a resposta da IA continue a não satisfazer os seus requisitos, não há problema em refazer a resposta. Aproveite a oportunidade para aperfeiçoar e clarificar o seu pedido ou redirecionar o foco fornecido pelos pompts de IA até obter um resultado que o satisfaça. Ao gerir ativamente o foco e a qualidade da IA, pode garantir que o conteúdo gerado permanece relevante, detalhado e alinhado com os seus objetivos para o conteúdo.

Tenha em atenção que a IA perderá o conhecimento da sua conversa existente se fechar a janela. Para continuar a trabalhar no mesmo projeto, é importante que se mantenha na mesma página.

Preocupações com a veracidade e exatidão

Para evitar problemas de exatidão e veracidade, reveja, cuidadosamente, todas as fontes ou citações fornecidas pela inteligência artificial. Verificar a fiabilidade das fontes garante que o conteúdo se baseia em informações credíveis. Pode fazer perguntas diretas à ferramenta de IA para chegar às suas fontes. Tais como: “onde encontrou estes dados?” Ou: “diga-me qual a hiperligação para esta informação”. Se a IA fornecer uma citação ou o nome de um artigo, certifique-se de que verifica novamente a sua existência antes de o aceitar como fonte.

Dominar os prompts de IA: a chave para o sucesso com as ferramentas de inteligência artificial

As ferramentas de IA generativa tornaram-se colaboradores inestimáveis na criação de conteúdo. Para maximizar a utilidade destas ferramentas, é vital desenvolver competências na redação de prompts de IA eficazes. Fornecer instruções claras e pormenorizadas é fundamental para obter bons resultados.

Não precisa de se tornar um engenheiro especialista em prompt de IA para escrever instruções bem pensadas e produtivas. Se pensar bem na sua abordagem e compreender a importância da clareza, da especificidade e do fornecimento de contexto, pode acelerar a sua produção de conteúdos. No final, é possível criar conteúdos que excedam as suas expectativas.

Crie a sua loja virtual

Inicie o seu negócio online de forma rápida e fácil e venda os seus produtos ou serviços através de uma loja virtual.

Começar a utilizar
  • Gestão fácil, seja de produtos, seja das vendas
  • Métodos de pagamento seguros
  • Fique com a sua loja online em poucos passos
  • Certificado SSL gratuito
  • Compatível com dispositivos móveis
  • Suporte 24/7